segunda-feira, 5 de outubro de 2009

O Nativo

O Lopes está cada vez mais Angolano. Segundo o próprio, já está de tal forma inserido no meio que até pensa ter origens na terra, “ali para os lados de Benguela”.

- Eu não tenho traços Africanos, assim de perfil? Diga lá com franqueza, ó engenheiro!

E colocou-se de lado, qual figura egípcia, para que eu pudesse confirmar que de Africano ele nada tinha.

- Olhe que não Lopes...

- Você está com má vontade, caraças! Veja lá bem, aqui assim ó, na parte do nariz.

- Talvez… - disse eu, não querendo retirar-lhe a empolgação de se considerar nativo.

O que é facto é que ele, podendo fisionomicamente nada ter de Africano, já se desenrasca e age como tal. Hoje, vejo-o chegar à obra com o carro cheio de gente.

- Lopes, que malta é esta?

- Eu sei lá! Iam pedindo boleia e eu ia recolhendo os gajos pelo caminho. Só lhes dizia é: “eu não faço paragens, descarrego todos no mesmo sítio”, mas eles aceitavam na mesma.

Abanei a cabeça e fiz-lhe ver que deveria evitar aquelas situações. Primeiro, porque não tinha autorização para isso, segundo porque podia até ser perigoso. Ele não sabia quem eram aquelas pessoas.

E naquele instante eu pensei que ela era, realmente, corajoso ou inconsciente. Aqueles tipos podiam ser bandidos, assassinos, ou, na pior das hipóteses, até podiam ser portistas, sei lá…

Ele concordou que deveria, de facto, ter mais cuidado. Mas ele era assim, um caridoso, o que poderia fazer? Talvez ser mais ajuizado, não é Engenheiro? Seria um bom começo, sem dúvida, concluí eu.

E preparava-se para me virar costas, mas antes insistiu:

- Não, mas repare bem, a sério. Aqui estas feições, veja, talvez ali da zona do Huambo, não?

5 comentários:

Anónimo disse...

Gostei da história, Ricas!Ao Lopes só falta (será que falta?)arranjar uma dama da zona, uns filhinhos mulatinhos...assim sim, ficará com mais laços à terra!Gostaria de conhecer essas figuras sui generis...
MA

Sónia disse...

Olá Ricardo, aqui vai o meu primeiro comentário neste teu blog, tão engraçado!
Pois é, já me fartei de rir e, sempre que me lembro, venho ver se há mais "anedotas" do Lopes...que personagem lol
Parabéns pelo blog!! Continua :-)))

Sónia

Ricardo disse...

Seja bem vinda dona Sónia! ;)

Anónimo disse...

Olá Ricardo
Eu nasci em Angola, mas já estou em Portugal hà mtos anos. Tenho-me deliciado com as "histórias" do seu blog. Sabe, parece que saí daí "ontem" pois algumas situações são bem iguais às que aí vivi (por ex a do "Panguyla" que alterna as sonecas com o colega). Obrigado e continue, sp dá para matar saudades... LA

Ricardo disse...

Obrigado LA. Prometo tentar trazer-vos, sempre que possível, um pouco de Angola em forma de "recados".

abraços

Enviar um comentário