terça-feira, 10 de novembro de 2009

Morcegos


Eu insisto, foi um erro! Quando Deus fez o homem com os restos da mulher, só para não deitar o barro fora, nunca imaginou que pudessem acontecer coisas destas:

- Engenheiro, consegui! Finalmente! – disse-me ele com um sorriso extasiante. Não era um sorriso de felicidade. Era o sorriso da felicidade, o original.

- Conseguiu o quê, Lopes?

- Então não sabe? Andavam ali 4 morcegos numa palmeira, de cima para baixo, de baixo para cima, a gatinhar. Esses gajos estavam todos cheios de medo – disse, apontando com o queixo a mesa onde almoçavam quatro trabalhadores.

- E você apanhou os bichos?

- Claro, o Lopes não brinca. Trepei a árvore e apanhei-os, um por um. Enquanto estes maricas estavam todos a guinchar com medo, que nem umas Marias Madalenas. – respondeu o Lopes, sentando-se no meio dos rapazes, que mostravam entusiasmo com a bravura do Mestre. E um deles perguntou:

- Mestre Lopes, mas eles não voaram quando tentou apanhar?

- Não. Mas porque eu fui ágil. Aliás, os morcegos não voam muito. Eles são mamíferos, sabias?

E como o outro abanou a cabeça, dizendo que não, ele sustentou a afirmação:

- Mas são. São mamíferos porque têm dentes.

De seguida, estimulado, contou mais uma das suas façanhas - “Ouça esta, Engenheiro!” – na qual, há uns anos, na Guiné, já apanhara morcegos “não querendo exagerar, mas praí com o triplo do tamanho destes”. E tudo com um ou dois saltos que classificou de “faustosos”.

- Pois é, o Lopes que vocês vêm aqui já foi ainda mais esguio. Haviam de me ver há uns anos…

E os rapazes ouviam-no deliciados. Para aquela plateia o Lopes era uma espécie de herói, a quem qualquer coisa de extraordinária podia sempre acontecer. Se ouvissem dizer que ele era procurado pela Interpol, ou que seria o novo marido da Nicole Kidman, ou as duas coisas, ninguém duvidaria. Afinal, era o Lopes
!

4 comentários:

Anónimo disse...

Gostei, Ricas. O Lopes já é o herói de todos nós! Consegues retratá-lo bem!
Continua, sou fã das tuas histórias.
Bjs
MA

Jaime disse...

Queremos uma foto do lopes....
Abraço mano...!!

Anónimo disse...

Fiquei desiludida com a foto do Lopes. No meu imaginário, achava-o careca, gordinho, com bochechas ligeiramente rosadas, pulseira grossa e fio de ouro com um crucifixo ou uma medalha com N.senhora. Falta fazer a biografia do Lopes...idade, local de nascimento...nortenho ou alentejano/algarvio? Vou apostar:nem uma coisa nem outra...beirão!bom copo e bom garfo, acertei?
MIAU

Tania disse...

É engraçado ver como a nossa imaginação cria as personagens... cada uma à sua maneira. O Lopes gordo e rechonchudo???? Nunca! Eu imaginava exactamente o contrário, magricelas e com pinta de galã, mas tal como o Kramer... para mim era assim... agora achei-o mto normal... desilusão! Já nem consigo ler as histórias dele com o mesmo entusiasmo... lol

Enviar um comentário